Fachada do Geckos Hostel mostrando uma piscina e o hostel com dois andares. A bandeira do Brasil está na varanda.

Onde ficar em Florianópolis: Lagoa da Conceição

Florianópolis, a Ilha da Magia, tem atrações imperdíveis por todos os lados. Logo, escolher o melhor ponto para cruzar  facilmente essa cidade maravilhosa, é um passo muito importante. Eu escolhi a Lagoa da Conceição.

Eu fui para Floripa sozinha e fiquei por lá 5 dias. Queria ficar em um bairro que fosse fácil para ir ao centro histórico, aeroporto e norte e sul da ilha. Depois de pesquisar bastante, verificar as linhas de ônibus, preço do Uber e até traçar rotas no Google Maps, cheguei a uma conclusão: Lagoa da Conceição, é claro!

 

A Lagoa da Conceição

Foto tirada na Lagoa da Conceição de barcos atracados na lagoa

 

Fica basicamente no centro de Floripa, por isso é um dos lugares mais requisitados para quem “turistará” Florianópolis de norte a Sul.

É famosa por ter uma excelente vida noturna. Sério! Todas as noite os bares e baladas tinham alguma programação. Inclusive fui no Santa Club em plena quarta-feira. Eu, paulista, amei ficar em um lugar que tem clima noturno por natureza.

Além disso, é na lagoa que muitos pescam, praticam windsurf, caiaque, vela e stand-up panddle!

Quanto a comercio, não ficará desapontado. Há mercados, farmácias, bancos e todo o resto, sempre perto dos Hostels e Pousadas. Foi ao lado do terminal de ônibus TILAG que encontrei uma assistência técnica para arrumar a câmera do meu celular (metade do preço de SP!).

 

Estadia na Lagoa da Conceição

Encontrar um lugar foi fácil, eu procurei logo no Hostel World e comparei os hostels. Em poucos minutos, já sabia qual era o escolhido. Pela pontuação, bons comentários e pela descrição, o Geckos Hostel ganhou minha preferência.

Felizmente, escolhi o lugar certo. Além de ficar do lado da lagoa (onde as pessoas praticam caiaque e outros esportes), os mercados, farmácias e demais pontos também eram próximos. Coisa de 3-5 minutos já estava lá.

O Hostel

 

O ambiente era de boas energias, tanto dos hóspedes quanto dos funcionários e voluntários. O lugar propicia isso, com sua piscina, redes e puffs.

Todos os dias, a lousa de eventos estava atualizada com a balada/bar do dia e também com o passeio ou trilha. Alias, os hóspedes tinham desconto na entrada para algumas baladas de lá. Fora a nossa caipirinha de boas vindas (amo!). Ah sim, vale ressaltar que lá dentro tem um bar ;).

Quartos

Sobre os quartos: muito bem divididos e com ótimas camas, tirando da minha cabeça a ideia de que só hotel e pousada são confortáveis. Ponto para a Geckos!

Banheiros? Grandes e limpos!

Cozinha

Agora em relação a comida, vamos lá. Café da manhã é bem servido e custa R$ 8. As vezes, tem churrasco e rola aquela social com todos, o que é ótimo!

Caso queira preparar sua própria refeição, isso é possível. A cozinha é livre para todos os hóspedes, que têm a opção de comprar as suas coisas e fazer café da manhã, almoço, jantar e tudo mais.

Para mim, esse ponto foi importante, porque o meu objetivo era economizar. Conforme o esperado, consegui economizar muito!

Serviços e aluguel

  • A diária do hostel em baixa temporada é de R$ 30 (eu fui no fim de setembro e ainda estava esse valor). Já em alta temporada, custa R$ 100, mas há o valor por pacote em casos de carnaval e ano novo, por exemplo;
  • É possível alugar caiques para você levar a lagoa (se eu não me engano custa R$ 30 o dia);
  • O mesmo vale para bicicletas;
  • Café da manhã RS 8;
  • Não levou toalha? Dá para alugar também;
  • Há os passeios e cada um tem valor variado;
  • Bar!

Onde ir a partir da Lagoa da Conceição

Foto tirada na Lagoa da Conceição de uma construção de madeira sobre a lagoa com um barco atracado ao lado.

 

Como a Lagoa fica no centro de tudo, significa que você tem Floripa inteira para circular de forma fácil, ainda mais se estiver de carro. Como eu estava de ônibus, usei bastante eles e foi bem fácil: há o terminal TILAG na Lagoa com ônibus indo para o centro e outras praias, inclusive as famosas praias da Joaquina e Mole.

Porém, fui apenas ao centro e nas praias do sul/leste. Preferi deixar o norte de lado pois, já tinha ouvido falar que as praias do sul e leste eram as mais bonitas. Devem ser mesmo, pois as achei INESQUECÍVEIS. Um dia volto para comparar, visitando as do norte da Ilha da Magia.

Praias do Norte de Florianópolis

As praias do norte são umas das mais procuradas por aqueles que gostam de badalação. Infelizmente, são também as mais caras, inclusive no quesito hospedagem. No norte da Ilha temos as praias:

  • Praia dos Ingleses;
  • Jurerê Tradicional e Jurerê Nacional;
  • Canasvieiras;
  • Santinho
  • Ponta da Canas;
  • Praia Brava;
  • Praia do Forte;
  • Daniela;

Praias do Sul de Florianópolis

Algumas das mais belas praias de Florianópolis e que ainda mantém barcos pesqueiros e são menos urbanizadas. Posso falar pelas praias do Campeche e Lagoinha do Leste que visitei. A Lagoinha, por exemplo, ainda tem características de antes dos primeiros imigrantes tocar os pés no Brasil. As praias do sul são:

  • Praia do Campeche (acesso a Ilha do Campeche de barco);
  • Praia da Armação;
  • Praia do Matadeiro;
  • Praia do Pântano Sul;
  • Lagoinha do Leste;
  • Praia do Ribeirão da Ilha;
  • Praia dos Naufragados;

Fotos da Trilha para Praia da Lagoinha do Leste passando pela Praia do Matadeiro

 

Praias do Leste de Florianópolis

Outras praias bem famosas de Florianópolis estão a leste da ilha, tanto por turistas quanto por surfistas. Elas têm uma ótima estrutura com restaurantes e acesso fácil. Exceto pela Galheta que é naturalista e não vi nem quiosque por lá, mas foi a que mais gostei. Vale lembrar que a Lagoa da Conceição fica no lado leste de Floripa.

Uma atividade imperdível do lado leste é o sandboard nas Dunas da Joaquina!

Vamos as praias:

Fotos da Praia da Galheta

 

Centro Histórico de Florianópolis

Conheci o centro em pouco tempo, minha visita lá durou cerca de 3 horas. O lugar é pequeno e dá para ir a pé de um ponto turístico a outro. Eu não consegui tirar fotos de lá, pois tinha deixado meu celular na assistência para trocar a câmera :/ . Dica: tire um dia inteiro para conhecer o centro histórico, quero fazer isso na próxima vez.

  • Ponte Hercílio Luz;
  • Mercado Público de Florianópolis;
  • Memorial de Miammar;
  • Praça XV de Novembro;
  • Figueira Centenária;
  • Catedral Metropolitana de Florianópolis ou Catedral de Nossa Senhora do Desterro;
  • Palácio Cruz e Sousa;
  • Igreja São Francisco de Assis;
  • Largo da Alfândega;
  • Parque da Luz;
  • Trapiche Municipal de Florianópolis;

 

Dois passeios que amei foram as Dunas da Joaquina e a trilha para a Lagoinha do Leste. Sobre a Lagoinha já escrevi aqui para vocês saberem mais porém, ainda falta falar sobre a Joaquina.

Ambos os passeios fiz com os hóspedes e  voluntários da Geckos. Melhor coisa: viajei sozinha mas nunca estive só. Por isso, essa viagem para mim só foi perfeita porque escolhi o lugar certo!

 

Desenvolvedora de aplicativos, leitora de romances históricos e fantasias, apaixonada por animais, voluntária de abrigos para cães e gatos e viaja para escrever mais e incentivar outros a fazerem o mesmo.

Deixe uma resposta

7 comentários para “Onde ficar em Florianópolis: Lagoa da Conceição”

  1. Que delícia!!! Me entusiasmei muito em conhecer esse hostel!! Adorei as fotos e saber dos detalhes da hospedagem!! Quero ficar lá! A Lagoa eu já conheço e amo!! É um lugar lindo de Floripa!

    1. Acho que você vai gostar! Ainda mais se for em baixa temporada pois o preço vai estar maravilhoso!