Porque se hospedar em Botafogo no Rio de Janeiro

Que o Rio de Janeiro é maravilhoso, isso já sabemos, nem que seja por televisão. Sabemos também que a cidade pode ser perigosa e, por causa disso, o momento de escolher a hospedagem é muito importante.

Não só pela segurança mas, também pela acessibilidade para o uso de ônibus e metrô. Para algumas pessoas, mercados, farmácias, bares e restaurantes também são importantes!

Viajei para o Rio de Janeiro pela segunda vez e novamente escolhi uma hospedagem no bairro de Botafogo. De novo, não me arrependi.

Botafogo não é o único lugar bom para ficar, como muitos já imaginavam, Leblon, Ipanema e Copacabana também são ótimas opções.

Vou falar um pouco do bairro de BOTAFOGO que foi onde fiquei e conheci muito bem 🙂

Segurança de Botafogo no Rio de Janeiro

Achei o bairro muito seguro. Primeiro que as duas vezes que fiquei, as ruas eram próximas de uma delegacia. Segundo que sempre tinha ronda também.

Mesmo saindo a noite, não tivemos (minha amiga e eu), medo ao andarmos pelas ruas de lá. Inclusive, moradores da região caminhavam tranquilamente.

Botafogo não fica próximo das grandes favelas não pacificadas e isso torna a região ainda mais tranquila.

Bares e Restaurantes de Botafogo

Esqueci de tirar foto dos bares de Botafogo. Aqui vai foto do bar Lapa kkkk

Mercados e drogarias têm em muitas ruas do bairro, logo conseguimos o que precisamos sem problemas. Fora isso, dou ponto positivo para os bares e restaurantes. Na Rua Voluntários da Pátria, do ladinho do metro Botafogo, é famosa por ser praticamente exclusiva para os bares e restaurantes. Outras duas ruas também tem algumas opções boas: Rua São Clemente e Rua Nélson Mandela, que também são próximas do metrô.

A noite essas ruas ficam cheias, independente do dia da semana. Todos os bares e restaurantes funcionam até bem tarde da noite, felizmente.

Para quem prefere o velho fast food, também não terá problemas com isso. O Burguer King e o KFC, por exemplo, estão pertinhos do metrô e ficam abertos a noite também.

Transporte

 

Metrô

Quando o assunto é transporte, Botafogo também se sai bem. No bairro há o metrô Botafogo,  que dá acesso rápido a Ipanema, centro e até ao Maracanã. Sem dúvida, o metrô é uma das melhores opções de transporte no Rio de Janeiro.

Há também o metrô da superfície que é um ônibus que tem paradas fixas. Ou seja, não precisa “avisar” ao motorista quando parar, pois sempre irá parar em todos os pontos.

Quanto custa? R$ 4,30

Ônibus

Quanto aos ônibus, há várias linhas que saem de lá para vários pontos principais para turistar. Tem ônibus para a Gávea, centro, Jardim Botânico e para as praias de Copacabana, Ipanema e Leblon. Uma pena que, mesmo a cidade sendo pequena, os ônibus dão bastante volta pelo Rio de Janeiro. Tornando-se o meio de transporte mais “lento”.

Quanto custa? R$ 3,60

Uber

Uber também facilita muito, inclusive usamos bastante! Para Copacabana por exemplo, pagamos no máximo R$11 tanto de dia quanto de noite. Para o Jardim Botânico e Parque Lage não gastamos nem R$10. Então, em alguns casos vale mais a pena pegar o famoso Uber do que esperar o ônibus e ainda ter que andar até a pousada/hostel.

Bicicleta

Agora, uma coisa que me surpreendeu no Rio de Janeiro é a mobilidade por bicicleta. Tem bicicleta para alugar em vários pontos, tudo pelo sistema da Tembici, parceria do governo com o Itaú (no caso do RJ). Fora que a cidade é muito boa para quem se locomove de bicicleta, e diga-se de passagem, muuuuita gente anda assim!

Quanto custa? Plano diário de R$5 ou plano mensal de R$10

Onde me hospedei no Rio de Janeiro

Quarto com banheiro privativo do Hostel da Bruna no Rio de Janeiro. Possui uma treliche.
Quarto para três pessoas

Minha segunda vez no Rio de Janeiro e dessa vez fiquei em um hostel, o Hostel & Bar da Bruna!

Fica perto do metrô, pontos de ônibus e também de um Tembici. Além disso, mercado e outros lugares importantes também não faltavam. A rua é muuuito tranquila e não tivemos qualquer problema por lá.

Fomos no feriado do dia 1º de Maio e achávamos que o Rio de Janeiro estaria lotado. Engano! A cidade maravilhosa já estava em baixa temporada, o que foi muita vantagem.

Primeiro porque hospedagens ficam mais baratas, que foi o caso do Hostel da Bruna. Pagamos apenas R$30 por diária! Em alta temporada, fica R$100 e ainda assim continua barato se comparando a outros lugares.

O hostel é bem grande e tem um belo de um bar lá, que infelizmente estava fechado (acho que por ser baixa temporada).

Bar do Hostel da Bruna no Rio de Janeiro. Bancada com varias cadeiras em volta.
Uma pequena parte do bar

Já a cozinha era equipada e estava ótimo para fazermos nosso café da manhã e almoço/janta. Sim, nós compramos algumas coisinhas e fizemos por lá mesmo, sempre pensando em economizar.

Os quartos? São bons e tem ar condicionado que só pode ser ligado após as 22h (alguns lugares fazem isso mesmo, normal). Outra coisa boa, foi o fato de ficarem abertos 24h, sempre tinha alguém na recepção.

Nos sentimos a vontade, e a Bruna sempre foi muito simpática com a gente e estava a disposição.

Desenvolvedora de aplicativos, leitora de romances históricos e fantasias, apaixonada por animais, voluntária de abrigos para cães e gatos e viaja para escrever mais e incentivar outros a fazerem o mesmo.

Deixe uma resposta

3 comentários para “Porque se hospedar em Botafogo no Rio de Janeiro”

  1. Muito obrigada pelas dicas!

    Estava pesando em me hospedar no Ibis Budget Botafogo e queria saber se é tranquilo ir de dia a pé a altura da Slow Bakery (R. São João Batista, 93 – Botafogo), por ex.