Caminho florido criando formas e desenhos até a estufa do Jardim Botânico.

Curitiba – Tudo o que você precisa visitar!

Decidi ir a Curitiba pela beleza da cidade já que o instagram não parava de mostrar as fotos dessa cidade modelo. Então peguei um feriado, reservei minhas caronas no Blablacar, paguei o hostel e só fui! Novamente sozinha mas completamente realizada! Vou contar tudo sobre o Blablacar aqui no blog em outro post ;).

Sem demorar muito, aqui vai o top 10 lugares para visitar em Curitiba:

 

10 – Parque Tanguá

Parede rochosa natural com uma cachoeira e o lago dentro do Parque Tanguá.

Um parque que impressiona pela grandiosidade, perfeito para descasar e fazer um piquenique. Lá tem uma pedreira com uma cachoeira, dois lagos e um café. Tem também uma gruta mas estava fechada e parece que já há muito tempo, infelizmente.

Entrada: gratuita.

Funcionamento: todos os dias das 08h as 19h.

 

9 – Parque Tingui

Jardim com muitas flores até a entrada formada por duas torres.

Mais um parque para a lista e garanto que não será o último, pois a cidade de Curitiba é repleta de áreas verdes. Por isso é considerada um exemplo de cidade, exatamente por manter tantos parques e árvores pelas ruas. Sem contar a limpeza que é impecável!

Mas voltando ao Parque Tingui, com certeza foi o parque que mais gostei de lá. Possui algumas trilhas, lagos e o Memorial Ucraniano. Este último (spoiler!), falarei mais para frente.

Entrada: gratuita

Funcionamento: aberto 24h todos os dias.

 

8 – Torre Panorâmica

De dentro da Torre, paredes de vidro a mais de 100 metros de altura, onde a cidade de Curitiba se destaca atrás.

A torre da Oi tem mais de 100 metros de altura e contem um observatório de 360 graus todo em vidro. Há uma ajudinha em cada parte do observatório para ajudar a identificar os pontos turísticos.

Ainda na entrada da torre, antes de subir para o observatório, tem um mini museu da telecomunicação. Simples mas ajuda a passar o tempo na fila enquanto espera sua vez de subir.

Entrada: R$ 6 inteira e R$ 3 meia entrada.

Funcionamento: de terça-feira a domingo das 10h as 18h30.

 

7 – Parque Barigui

Duas capivaras descansam na margem do lago no Parque Birigui

Qual o animal é muito relacionado a Curitiba? Acertou quem pensou na famosa Capivara!

Agora se quiser vê-las andando livremente em algum local público recomendo o Parque Barigui. Não tem erro: entrou no parque, vá até o lago e lá estarão elas curtindo o momento como se não houvesse amanhã. Eu preferi não chegar tão perto pois os dentes delas me assustam um pouco.

O parque tem muito espaço para correr, praticar algum esporte e o sossego é garantido.

Entrada: gratuita.

Funcionamento: aberto 24h todos os dias.

 

6 – Memorial Ucraniano

Uma capela tradicional da Ucrânia feita de madeira e ao lado uma outra construção do mesmo tipo porém menor. Na frente um grande ovo de ferro com uma pintura tradicional.

Dentro do Parque Tingui podemos visitar o memorial que comemora a imigração dos ucranianos no Paraná. A capela típica da Ucrânia é a primeira coisa que chama a atenção ao visitar o Tingui. Ao entrar nela é ainda mais chocante. Vários ovos pintados a mão, algo extremamente tradicional na Ucrânia. Porém nem de beleza vive todos os memoriais, com esse não seria diferente. No fim da capela tem a história do real motivo para o povo ter imigrado: fome.

Fato histórico:

Conhecido como Holodomor, a grande fome na Ucrânia foi totalmente proposital! Stalin sabia que a reforma da agricultura faria isso com as pessoas, mas nem se importou. Mais de 12 milhões de pessoas morreram.

Entrada: gratuita.

Funcionamento: terça-feita a domingo das 10h as 17h45.

 

5 – Museu Oscar Niemeyer

Mulher na frente do Museu Oscar Niemeyer, que tem um formato de um olho.

Aqui foi onde eu passei mais tempo porque o museu tem diversas exposições. Além de chamar a atenção por fora, como toda arquitetura do Niemeyer (perfeito, nunca critiquei), o olho por dentro é ainda mais impressionante. Sim, o olho. Na foto dá para ver que o museu tem formato ocular :).

Entrada: R$ 20 inteira e R$ 10 meia entrada.

Funcionamento: terça-feira a domingo das 10h as 18h

 

4 – Ópera de Arame

Auditório do Ópera de Arame, totalmente com material transparente e ferro, no formato de redoma.
Com um palco de música clássica flutuante e um auditório totalmente transparente, o Ópera de Arame é um dos pontos turísticos que você não pode deixar de conhecer. Se conseguir ir a um show melhor ainda! Caso seja só uma visita rápida, vá ao café/restaurante que há lá e curta o som da banda que flutua logo em frente.

Entrada: R$ 10 a inteira e R$ 5 meia entrada (somente visita com direito ao Vale da Música e acesso a visita ao auditório).

Funcionamento: todos os dias das 10h as 18h.

 

3 – Centro Histórico de Curitiba

Igreja com um jardim na frente no Centro histórico de Curitiba

O Centro Histórico é um dos poucos lugares que lembra outras cidades do Brasil, isso graças aos vários palácios, igrejas e as casas de arquitetura icônica do século XVIII.

É aqui que rola a tradicional Feira do Largo da Ordem que tem desde venda de artesanato a apresentações culturais.

No dia que eu fui estava rolando muito samba! Melhor momento do passeio pela cidade.

 

2 – Museu do Holocausto de Curitiba

Não visitei esse museu mas porque era impossível já que TODOS os horários tinham se esgotado. Se planeja ir a Curitiba e quer conhecer o Museu do Holocausto, lembre-se de agendar no site primeiro. É muito concorrido. Pelas recomendações que tive parece ser um dos melhores pontos para conhecer na cidade já que historicamente é um lugar que não deveria faltar no roteiro.

 

1 – Jardim Botânico

Jardim arquitetado no formato de labirinto porém bem baixo. No fundo a famosa estufa do Jardim Botânico.

Praticamente o cartão-postal da cidade e ponto turístico obrigatório até porque já virou o favorito do Instagram. Esse é o Jardim Botânico de Curitiba que atrai milhares de pessoas para visitar a sua estufa.

Logo na entrada, o caminho até chegar na estufa é seguido de um jardim sempre muito florido que faz todos pararem para tirar a famigerada selfie.

Realmente imperdível!

Fica o aviso: desde janeiro de 2019 o Jardim Botânico está passando por reformas para revitalizar a estufa. Até a publicação deste post (junho/2019), as obras não tinham terminaram.

Falando em Jardim Botânico, se pretende ir ao Rio de Janeiro ou a São Paulo então recomendo fortemente visitar os Jardins das duas cidades!

 

Gostou do meu top 10? Quer incluir algum outro ponto? Diga aqui nos comentários para contribuir com os outros viajantes <3.

Desenvolvedora de aplicativos, leitora de romances históricos e fantasias, apaixonada por animais, voluntária de abrigos para cães e gatos e viaja para escrever mais e incentivar outros a fazerem o mesmo.

Deixe uma resposta